EDUCAÇÃO INTEGRAL E EDGAR MORIN: ASSOCIAÇÕES PARA SE PENSAR OS DIFERENTES ESPAÇOS E TEMPOS EDUCATIVOS

Diovane de César Resende Ribeiro, Wagner Wey Moreira, Monica Izilda da Silva

Resumo


Este trabalho é recorte do referencial teórico de uma dissertação de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Triângulo Mineiro. A pesquisa foi desenvolvida no período de 2018 a 2020. Para esta produção apresentamos as bases epistemológicas utilizadas em nossa investigação, pautadas na literatura referente à Educação Integral e nas produções desenvolvidas por Edgar Morin sobre a Teoria da Complexidade. Neste trabalho tivemos como objetivo associar os princípios norteadores da Educação Integral, especialmente quanto aos diferentes tempos e espaços educativos, com a Teoria da Complexidade. Como resultados concluímos que, o ser humano compõe a tríade indivíduo/sociedade/espécie, o qual pertence a uma comunidade e ao mesmo tempo é resultado de inúmeras metamorfoses e evoluções históricas, biológicas, culturais e sociais. Há outros espaços e tempos educativos, os quais estão interligados e contribuem de maneira direta ou indireta para o desenvolvimento das diferentes capacidades dos sujeitos habitantes do território.


Palavras-chave


Educação Integral; Edgar Morin; Espaços e tempos educativos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter