A JUVENTUDE EM DISPUTA: AS POLÍTICAS IMPLEMENTADAS E A RELAÇÃO DA JUVENTUDE ADVINDA DA CLASSE TRABALHADORA COM O TRABALHO E O ENSINO MÉDIO

Cristiane Lopes de Sousa, Ronaldo Marcos de Lima Araujo

Resumo


Nesta pesquisa discute-se a categoria juventude enquanto campo de disputa, pontuando as políticas públicas implementadas desde os anos de 1990 e a relação dos jovens da classe trabalhadora com o Ensino Médio e o trabalho. Apresenta-se como objetivo geral analisar a relação da juventude da classe trabalhadora com o Ensino Médio e o trabalho. Utilizou-se como base teórico-metodológica o materialismo histórico dialético, com abordagem qualitativa e a Revisão de Literatura como tipo de pesquisa. Observou-se que houve um crescimento das políticas públicas para juventude nos anos de 1990, sendo maior a crescente a partir de 2003. Constatou-se ainda que a relação do jovem da classe trabalhadora com o a educação e o trabalho é intermediada diretamente por questões socioeconômicas. Concluiu-se que a concepção de educação destinada aos jovens da classe trabalhadora é de caráter conservador e instrumental visando a formação desses jovens com foco no mercado de trabalho.


Palavras-chave


Juventude. Ensino médio. Trabalho. Políticas públicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter