O CONHECIMENTO CIENTÍFICO EM BACHELARD

Adriana Loss Zorzan

Resumo


A releitura da obra de Gaston Bachelard (1884-1962), filósofo e ensaísta francês, é a centralidade deste estudo, considerando sua expressiva contribuição no debate referente à cientificidade das ciências humanas/sociais. Investiga e analisa a concepção epistemológica do autor supracitado. Atesta que a constituição do conhecimento verdadeiro é possível quando o indivíduo, ao encontrar-se no mundo, é capaz de experimentar intensamente o contexto que o cerca, dinamizando o mundo dos conceitos, repensando saberes, pensando o progresso científico em termos de ruptura e consciência de retificação. Afirma que a ciência se opões à opinião. Apresenta e analisa algumas implicações do trabalho bachelardiano para a educação, desafiando o repensar as práticas pedagógicas e suas metodologias, considerando sua cientificidade, bem como a construção do conhecimento nos contextos escolares.


Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter