PROJETOS POLÍTICOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

Carlos Eduardo Moreira

Resumo


O presente texto apresenta algumas dimensões do debate nacional sobre a política de formação de professores para atuar na Educação Básica, enfatizando a existência de dois projetos políticos antagônicos e diversos. De um lado, o projeto político do Governo FHC, através do Ministério da Educação e do Desporto (MEC), no qual defende um novo locus para a formação de professores e uma nova modalidade, o Normal Superior. Ao mesmo tempo que não reconhece o Curso de Pedagogia como formador de professores, mas sim de especialistas. De outro, o projeto das universidades, faculdades/centros de Educação, que apostam no aperfeiçoamento do Curso de Pedagogia, bem como em uma formação de professores que tenha como referência a escola, incorporando as diferentes experiências desenvolvidas em nosso país, a partir de diretrizes nacionais que garantam a afirmação de projetos pedagógicos democráticos.


Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter