POLÍTICAS PÚBLICAS E A CRISE DO PLENO EMPREGO

Paulo Ricardo Bavaresco

Resumo


A questão da pobreza sempre esteve relacionada com o emprego. É que as pessoas empregadas, embora os baixos salários, são vistas em uma condição favorável em relação ao desempregado. A questão histórica do desemprego, tem no processo
de industrialização as suas raízes. Foi com a industrialização que o homem do campo passou a migrar com maior intensidade para as cidades. É nesse espaço que as manifestações de desigualdade e pobreza passam a se tornar um problema social, já que a indústria nunca pôde absorver toda mão de obra disponível. Na atualidade, esse problema se agravou dada a reestruturação da indústria. Se
a indústria não possibilitou vínculos empregatícios às pessoas, o Estado também não foi capaz. Assim, a economia capitalista de mercado mostra que, nesse modelo, ela é incapaz de promover uma aproximação entre pobres e não pobres, bem como, minimizar a desigualdade econômica entre as pessoas.

Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter