ENSINO DE PROGRAMAÇÃO EM TEMPOS DE ENSINO REMOTO: TESSITURAS E APRENDIZAGENS

Lucia Maria Martins Giraffa

Resumo


Este artigo apresenta a metodologia e as estratégias pedagógicas adotadas em uma disciplina de programação para iniciantes, ofertada nos cursos da área de Ciências da Computação, por quatro semestres consecutivos, desde março de 2020. Tradicionalmente ofertada de maneira presencial, a disciplina necessitou migrar para o modelo remoto em função das emergências e, posteriormente, urgências relacionadas ao período pandêmico, estabelecido pela COVID-19. Apesar do tema restrito às nuances de programação para iniciantes, as reflexões, as tensões e as tessituras podem servir de subsídios para outros contextos, em função da discussão envolvendo as lições aprendidas nessa remixação de práticas pedagógicas apoiadas em recursos digitais diversos. Para tanto, descrevemos a organização adotada, a metodologia criada, os recursos de hardware e software utilizados, o sistema de avaliação e o resultado da pesquisa de cunho qualitativo, descritiva, exploratória, apoiada na opinião dos estudantes ao final de cada semestre. 


Palavras-chave


Ensino Remoto. Remixação. Práticas Pedagógicas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter