EPISTEMOLOGIA DA PRÁXIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: PERSPECTIVA CRÍTICO EMANCIPADORA

Kátia Augusta Curado Pinheiro Cordeiro CURADO SILVA

Resumo


O presente artigo tem como objetivo desenvolver uma reflexão sobre quais seriam as relações possíveis entre Epistemologia, Formação de Professores e Práxis Emancipatória Crítica. A proposta está vinculada a um estudo bibliográfico que busca construir um corpo de conhecimentos teóricos-práticos que contribua para uma proposta de formação de professores da Educação Básica tendo como referência um problema de conhecimento referido à tessitura das relações sociais que se desenvolvem no plano estrutural, conjuntural e nas práticas cotidianas do trabalho historicamente constituído. Nesse sentido propõe-se discutir o que se entende por Epistemologia e como esta pode contribuir com a formação de professores, bem como quais categorias são fundamentais no campo conceitual para a compreensão das mediações entre epistemologia da práxis e formação docente a fim de possibilitar aproximações para uma  perspectiva crítico emancipadora.


Palavras-chave


Epistemologia; Formação de professores; Práxis educativa.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.