FORMAÇÃO DE EDUCADORES AMBIENTAIS EM NÍVEL DE PÓS-GRADUAÇÃO: A CONSTITUIÇÃO DO SUJEITO PESQUISADOR

Ricardo Gauterio Cruz, Rossane Vinhas Bigliardi

Resumo


Neste estudo, partimos do entendimento da Educação Ambiental em sua vertente crítica, emancipatória, transformadora, de caráter permanente e interdisciplinar, entendida como Educação política que, dentre outros princípios, preconiza que necessita haver uma compreensão complexa do ambiente e a adoção de uma atitude crítica diante dos desafi os que a crise estrutural do capitalismo nos coloca, partindo-se do princípio de que o modo como vivemos não atende mais aos nossos anseios e compreensão de mundo e sociedade. Para entender-se o processo de constituição do atual quadro de vertentes da pesquisa em educação ambiental, mostra-se importante resgatar alguns elementos pertinentes ao próprio processo de construção do conhecimento e aos paradigmas científi cos. Relevante também é, a partir dessa retomada do processo histórico de produção de conhecimentos, buscar entender os determinantes sócio-históricoculturais, éticos e políticos ligados ao campo de estudo. Neste sentido, nossas considerações acerca do fenômeno material em estudo, é de que o processo de constituição do educador ambiental tem por determinante ontológico prioritário a relação travada com seu fenômeno de pesquisa, motivada por certo referencial teórico, ou
seja, por uma determinada compreensão de mundo. Neste processo,
entendemos que o momento predominante da determinação, ou seja,
a infl uência fundamental no caminho a ser trilhado, está guardado na
relação entre o educador ambiental em formação e o seu orientador, uma vez que podemos inferir signifi cativa correlação entre as opções
teórico-metológicas adotadas por um e por outro.

 

FORMACIÓN DE EDUCADORES AMBIENTALES EN EL NIVEL DE POSGRADO: LA CONSTITUCIÓN DEL INVESTIGADOR


RESUMEN: En este estudio, partimos de la comprensión de
la educación ambiental en su postura crítica y emancipadora,
transformadora, interdisciplinaria y permanente, entendida como
política de educación, que sugiere que es necesario que haya una
comprensión compleja del medio ambiente y la adopción de una
actitud crítica los retos que la crisis estructural del capitalismo en los
lugares, quedando entendido que la forma en que vivimos ya no cumple
con nuestras expectativas. Para entender el proceso de constitución
de la imagen actual de los aspectos de la investigación en educación
ambiental, se presenta para rescatar algunos elementos importantes
relacionados con el proceso de construcción del conocimiento y los
paradigmas científi cos. En este sentido, nuestras consideraciones
acerca de los fenómenos materiales en estudio, es que el proceso de
incorporación de los educadores ambientales es la determinación de
la prioridad ontológica de la relación de pelearse con su fenómeno
de investigación, motivado por un cierto marco teórico, es decir, por
una cierta comprensión de realidad. En este proceso, entendemos
que en el momento dominante de determinación, es la infl uencia
fundamental en el camino a seguir, se almacena en la relación entre
el educador ambiental en la formación y su asesor, ya que se puede
inferir una correlación signifi cativa entre lo teórico y lo metológico.


Palabras Clave: Formación de Educadores Ambientales. Dialéctica
Materialista. Constitución del Investigador


Palavras-chave


Formação de Educadores Ambientais. Dialética Materialista. Constituição do Sujeito.

Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter