EDUCAÇÃO SEXUAL NO LIVRO DE PORTUGUÊS: CIDADANIA PELA TRANSVERSALIDADE

Eduardo Oliveira Henriques de Araújo

Resumo


O presente artigo expõe os resultados de uma investigação concernente à apreciação formativa cidadã do tema transversal "Saúde” nos livros didáticos de Língua Portuguesa (LDP) enquanto atendimento às designações das políticas nacionais de Educação Básica. Para a realização dessa pesquisa, com base na Análise Dialógica do Discurso (ADD) formulada pelo Círculo de Bakhtin (BAKHTIN, 2003; VOLOSHINOV, 1997), perquiriram-se documentos oficiais norteadores das práticas pedagógicas, do currículo e dos objetivos da escolarização, sendo-os a LDB (1996), os PCN (2000) e o PNLD (2014), em diálogo com o LDP Português: Linguagens (2014). Os dados desvelam a permanência do objetivismo abstrato no ensino e a negação ao estudo dos gêneros, do sexo e da sexualidade como obstrução à promoção da saúde garantida aos brasileiros pela Constituição de 1988.


Palavras-chave


Educação e Saúde; Análise Dialógica do Discurso; Livro Didático de Português

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter