A CONTAÇÃO DE HISTÓRIA COMO RECURSO PARA A FORMAÇÃO DE LEITORES: PRÁTICAS LEITORAS PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Neide Figueiredo de Souza, Luana Teixeira Porto

Resumo


Este artigo aborda a contação de história como recurso pedagógico para a formação de leitores. Questiona-se: De que forma a contação de histórias pode contribuir para a formação leitora nos anos iniciais do Ensino Fundamental? Que práticas leitoras podem ser propostas para estimular a leitura nesse nível de ensino? Partindo-se do pressuposto de que a leitura é essencial às práticas escolares e que é preciso estimular a compreensão de textos como forma de ampliação de visão de mundo, busca-se, como objetivo geral, refletir sobre a contação de histórias como estratégia para o estímulo da leitura nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Para desenvolver o estudo, como fundamento teórico, foram explorados trabalhos e proposições teórico-críticas e orientações da Base Nacional Curricular Comum sobre a leitura e a formação de leitores, a contação de histórias e a formação leitora. Considerando estudos de autores diversos, construiu-se uma sequência de proposições didáticas que embasam a contação de histórias para a formação de leitores nos anos iniciais do ensino fundamental. As propostas abordaram diferentes temas, tendo como fio condutor as noções de identidade e diferença, consideradas essenciais para a formação humana.

Palavras-chave


Contação de Histórias; Formação Leitora; Ensino Fundamental; sequência didática.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter