CIDADE EDUCADORA: A DIMENSÃO CULTURAL NO PROCESSO IDENTITÁRIO DE SOLEDADE

Gisela Lamaison de Freitas, Eliara Zavieruka Levinski

Resumo


Esse estudo de natureza qualitativa e bibliográfica, objetiva refletir e compreender as contribuições da cultura dos cidadãos no processo educativo da Cidade Educadora, assim como socializar práticas pedagógicas desenvolvidas em espaços escolares e não escolares no município de Soledade. O texto que ora apresentamos é um recorte do trabalho final do curso de Pós-graduação lato sensu Especialização Políticas e Gestão da Educação realizado in company entre a Universidade de Passo Fundo e a Prefeitura Municipal de Soledade. A cultura se constitui nas relações estabelecidas entre as pessoas, revela concepções, modo de pensar e viver, costumes e valores. Também está associada à produção de atividades artísticas e o desenvolvimento social. É uma dimensão que integra a formação identitária dos povos. No decorrer da reflexão pautaremos a concepção de cidade educadora, Soledade como Cidade Educadora, compreensões sobre a cultura como uma das categorias mobilizadoras da discussão, com ênfase ao tradicionalismo e os projetos e ações culturais, que inscrevem a vida cotidiana da população soledadense. A cultura influencia na formação da identidade dos cidadãos por meio das instituições sociais e integra uma dimensão fundamental de um território educador.


Palavras-chave


Cultura. Cidade Educadora. Tradicionalismo. Práticas Pedagógicas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter