IDENTIFICANDO A MATEMÁTICA NO CONTEXTO INDÍGENA: UMA EXPERIÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR

Bruna Larissa Cecco

Resumo


O presente relato é fruto de uma experiência numa turma especial de estudantes indígenas da Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó no segundo semestre de 2018. O texto trata de uma prática de sala de aula desenvolvida no componente curricular de Matemática Instrumental com o objetivo de identificar a presença da matemática na comunidade indígena através das vivências cotidianas, produção do artesanato, jogos, cosmologia, costumes e cultura. A atividade, na perspectiva da etnomatemática, consistiu na realização de um trabalho pelos estudantes, no qual deveriam pesquisar sobre os conhecimentos matemáticos inerentes à realidade, propiciando o desenvolvimento de aulas mais dinâmicas e produtivas. Ao final da experiência, avalia-se que o componente aproximou os estudantes da matemática formal e que os mesmos sentem-se valorizados ao perceber que o seu povo construiu uma matemática própria, utilizada em diferentes contextos.


Palavras-chave


Etnomatemática; Educação superior; Povos indígenas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter