APROXIMACIONES A LA NECESARIA CREACION DE MECANISMOS DE DEFENSORIA DE LOS DERECHOS HUMANOS EN EL ESPACIO UNIVERSITARIO MEXICANO.

Marilu Camacho López, Andres Otilio Gomez Tellez

Resumo


O objetivo deste artigo é realizar uma série de abordagens para o tratamento de possíveis mecanismos de proteção dos direitos humanos, que, da nossa perspectiva, podem ser aplicáveis ao ambiente universitário, em resposta à necessidade da comunidade universitária - em particular aquilo que compõe a Universidad Autónoma de Chiapas (UNACH) - ter elementos processuais claros, legais e funcionais que respondam à demanda por equidade e justiça social. Há vozes que salientam que a Constituição de Cádiz tinha apenas um valor enunciativo ou declarativo, na prática seus postulados não foram realizados, o motivo era o desacordo entre os direitos humanos e a mais-valia do trabalho indígena e escravo, Isso afetou os interesses dos proprietários e grandes empresários da época. É necessário continuar a aprofundar neste objeto de estudo, formar bases mais sólidas, o que nos permite discutir com maior maturidade uma proposta para a criação de mecanismos de defesa e proteção dos direitos humanos, que afetam a vida cotidiana das próprias dinâmicas do ambiente universitário.


Texto completo:

PDF (Español (España))

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Ciências Humanas

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.