EDUCAÇÃO SUPERIOR E FORMAÇÃO DOCENTE: INTERDISCIPLINARIDADE EM QUESTÃO

Marlize Rubin- Oliveira, Hamilton de Godoy Wielewicki

Resumo


RESUMO: A Educação Superior tem suas raízes alicerçadas em um modo de fazer e pensar o conhecimento a partir de disciplinas fortemente estabelecidas, o que tem implicado, dessa forma, a fragmentação e a dualidade como elementos estruturantes da produção de conhecimento e da formação profissional que tem acontecido na Educação Superior. Além disso, Educação Superior também é marcada por tensões e disputas que, por um lado, refletem as condições históricas e sociais nas quais está inserida, mas que, por outro lado, constroem, tensionam e ressignificam modelos de conhecimento e formação profissional. Este trabalho tem como objetivo discutir consiste em contextualizar a interdisciplinaridade a partir de uma base conceitual, buscando ilustrar espaços nos quais a interdisciplinaridade tem aparecido como forma de tensionamento de uma racionalidade técnico-instrumental. As sinalizações perceptíveis, por exemplo, na ênfase dada à interdisciplinaridade no Plano Nacional de Pós-Graduação, na arquitetura curricular dos bacharelados interdisciplinares, na proposição de programas como o Ensino Médio Inovador, dentre outras, expressam – ainda que com contradições e tensionamentos – um movimento interessante em direção a modos epistemologicamente mais desafiadores de organização do espaço educativo e da produção de conhecimento.

Palavras-chave: Interdisciplinaridade; Educação Superior; Formação Docente.

 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter