Nucleação de escolas de áreas rurais

Carlos Eduardo Moreira

Resumo


O presente artigo trata do agrupamento de escolas rurais no Estado de Santa Catarina, realizado no período de 1997 a 1998, enfatizando a ambigüidade da política de municipalização e a ausência de um debate mais objetivo sobre a educação neces­sária para a população que vive em ambiente rural. A política de municipalização, de um lado, faz parte das reformas estru­turais impostas por agências multi-laterais de desenvolvimento ao governo brasileiro. De outro, temos a conquista da demo­cratização do Poder Público devido à consolidação de canais de participação da sociedade civil organizada. Tal ambigüidade coincide com um conjunto de manifestações favoráveis e des­favoráveis em relação ao processo de nucleação de escolas rurais, o que nos permite afirmar que uma análise mais com­pleta da nucleação deva sempre considerar o contexto especí­fico onde esta foi realizada.


Texto completo:

PDF PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais




(c) Rev. Ciênc. Hum. Educ., Frederico Westphalen - ISSN 1981-9250.

Qualis/CAPES: B4 - Educação e B3 - Ensino

Prefixo DOI: 10.31512

E-mail: rhumanas@uri.edu.br

 

 * Contagem iniciou em 28/04/2019.

Flag Counter