POLÍTICAS EDUCACIONAIS DE RESOLUÇÃO DE CONFLITOS ESCOLARES: A JUSTIÇA RESTAURATIVA COMO FORMA DE ABORDAR O BULLYING

Bruno Antônio Bastian Ransan, Daniel Pulcherio Fensterseifer

Resumo


O presente artigo científico objetiva analisar a hipótese de aplicação do conceito de Justiça Restaurativa como forma alternativa de resolução de conflitos decorrentes da prática de bullying, com enfoque na sua ocorrência no âmbito das escolas e educandários. De maneira a debater o assunto, o trabalho foi estruturado em três seções. A título de esclarecimento, na primeira seção será tratado a respeito do bullying propriamente dito. Já na segunda seção, será examinado o ponto de vista legal acerca do fenômeno. Na terceira seção, por sua vez, o foco é a Justiça Restaurativa e a possibilidade dessa ser um caminho para se solucionar, de modo mais eficiente, os casos envolvendo bullying quando acontecem no âmbito escolar.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.