MEDIAÇÃO FAMILIAR E THERAPEUTIC JURISPRUDENCE: A HUMANIZAÇÃO DA JUSTIÇA

Sheila Aparecida Luca, Patrícia Luzia Stieven

Resumo


O presente artigo científico tem por escopo estudar o papel terapêutico da mediação familiar, à luz da Therapeutic Jurisprudence, nos conflitos familiares que são judicializados. Tendo por objeto o estudo da mediação com fundamento na Lei 13.140, de 2015 e no CPC 2015 vigente, com a finalidade de analisar os efeitos desse Instituto no projeto da Therapeutic Jurisprudence na interferência psicológica dos litigantes de um processo. A mediação trata de resolver conflitos entre as pessoas, através de um terceiro imparcial, de forma que as mesmas encontrem uma solução da qual, ambos fiquem satisfeitos. Assim, não haveria apenas uma sentença prolatada por um juiz, mas sim uma solução eficaz, em que todos alcançam seu objetivo de resolver a situação conflituosa. Aqui se discute a raiz do problema e ainda prevenindo possíveis dissídios futuros.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.